quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Foda-se, foda-se, foda-se!

Foda-se! Também eu também sempre estranhei o Rui.
Foda-se! Como é que lhe era possível ser tão " fodidamente" corajoso?
Foda-se! Como é que lhe era possível ser tão boa pessoa e amar tanto a literatura?

Obrigado, Henrique! Obrigado Rui!

Sem comentários:

Enviar um comentário