quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

[...]



No princípio já era mau, mas não era má pessoa; depois tornou-se pior, muito pior, cada vez pior, até que deixou de ser pessoa.


1 comentário: