segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

MANHÃ DE DOMINGO NA ILHA DE FARO

uma mão na costa
outra mão na ria
espreguiça-se a ilha

*

caminho sem pressas
junto ao mar
a areia recorda

*

escrevo na areia
com uma cana
o mar vem ler

*

as ondas vêm e vão
as pegadas
também

*

entre o branco da espuma das ondas
e o branco das ondas
a ilha

*

linha da costa
linha do horizonte
entre uma e outra o mar

*

escrevo uma linha
escrevo outra linha
para quê escrever mais?

(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário