quinta-feira, 3 de julho de 2014

(...)


22

 

Se não queres fazer, não faças. Se

queres fazer, então faz. É simples,

muito simples: faças ou não faças, faz

sempre o que queres. Mas faças o que

fizeres, nunca te esqueças que uma

árvore, qualquer que ela seja, nunca

quer ser árvore, e tu, já alguém

o disse, tu não és nem mais nem menos

do que uma árvore.
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário