terça-feira, 1 de julho de 2014

20


 

Não sabes o que deves fazer, então

fazes o que tens de fazer; não pensas,

não decides, és tu próprio a decisão,

confias em ti e avanças, surdo que ouve,

cego que vê, sonho que pensa, ideia

que age. E dizes a ti mesmo que podes

ser tudo se não fores coisa alguma

a não ser experiência e intuição.



 

Sem comentários:

Enviar um comentário