domingo, 16 de fevereiro de 2014

2 POEMAS

ALQUIMIA

Sinto-me só, tão só
e essa solidão aproxima-me
dos outros
Sinto-me triste, tão triste
e essa tristeza devastadora
é já alegria
Sinto-me vazio, tão vazio
e esse vazio é o espaço nu
em que me escrevo


ASAS

se as tuas asas te pesam
tanto que já não consegues
voar
livra-te delas e avança num
leve e determinado passo
de dança
lembra-te que a vida é
sempre um estado
de graça

Sem comentários:

Enviar um comentário