terça-feira, 6 de março de 2012

SILOGISMO




O poeta procura a solidão ou a solidão
procura-o?

O poeta encontra a solidão ou a solidão
encontra-o?

A verdade é só uma, mas percorre sempre
múltiplos caminhos.

Nem sempre procuramos o que
encontramos.

Nem sempre encontramos o que
procuramos.

O poema encontra afinal o que
não procura.

O poema procura afinal o que
não encontra.

O poema não é pergunta nem
é resposta.

O poema é um lugar
ermo.

A solidão do poeta é
a solidão do poema.

[Luís Ene]

Sem comentários:

Enviar um comentário