quinta-feira, 11 de novembro de 2010

[..]



A verdade é como um tigre que tivesse muitos cornos, ou então como uma vaca a que faltasse o rabo.



em Poemas Zen - O bebedor Nocturno, poemas mudados para português, por Herberto Helder

Sem comentários:

Enviar um comentário