quarta-feira, 15 de setembro de 2010

uma casa em Beirute

Origado Silvia, pela referência. Tenho visitado Uma casa em Beirute com prazer e frequência, inclui-o na lista de blogues e fiz-lhe referência em alguns posts por causa das suas apreciações sobre poesia. Mas o resto (o principal) são os poemas e esse é o coração do blog, sem dúvida um blog literário.

FOTOPOEMA SOBRE O TEMPO

sou feliz mas não sou feliz. a
realidade é transitiva, cobarde;
ser feliz é respeitar
as proporções entre mim
e a imagem que me emoldura;
proporções de tempo, espaço,
som e densidades várias.
e um sorriso maior que o perímetro da
imagem que agora vês
sempre se tornará invisível,
despredominante, desamanhecedor do
destino que se presume independente
da infantilização de todo o tempo.

"as pessoas felizes
não tiram fotos ao passado", dizes tu,
do lado externo da neblina escura do papel,
como se eu não pudesse ouvir
ou contaminar de negação.

Sylvia Beirute
inédito

Sem comentários:

Enviar um comentário