terça-feira, 14 de setembro de 2010


A Dor de Monterroso

Doía-lhe sempre, mas às vezes doía-lhe menos.

Sem comentários:

Enviar um comentário