sexta-feira, 6 de agosto de 2010

escrever (como)


De tudo o que se escreve, apenas amo o que se escreve com o próprio sangue.



[a ler de novo Assim Falava Zaratrutra*, de Friedich Nietzsche.]

* Assim Falava Zaratustra

1 comentário: