segunda-feira, 11 de maio de 2015

Escolhas

Selecciono as palavras com cuidado
Alinho-as uma a uma, lado a lado.
Arranco-lhes alguns sons irrequietos,
Espanto mil sentidos incompletos.
Depois estou de novo no princípio,
O rigor redobrado como um ímpio
Que acredita que o poema é bênção,
Vaso da desejada redenção.
E pouco a pouco julgo que consigo,
Julgo que já ficou longe o perigo
de assassinar de vez este poema,

deixá-lo viver não é um dilema.