domingo, 26 de janeiro de 2014

CONFISSÃO

Sinto sempre em mim 
uma enorme vontade 
de calar
-me.
É por isso que 
escrevo
poesia.

Sem comentários:

Enviar um comentário