quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Adivinha

Sabem o que descobri
há pouco?
Até o mais grave algoritmo
tem ritmo,
até a mais esdrúxula lágrima

tem rima.

2 comentários: