segunda-feira, 9 de abril de 2012

Um poema esquecido

[à procura de um texto antigo, encontro este poema de que não me recordava já]


Medo, pois é, o medo!


Se o céu tivesse medo
nunca rebentaria em azul
e nunca mas nunca
as nuvens nele escreveriam
os seus poemas

Medo, pois é, o medo!

Se o mar tivesse medo
nunca beijaria a terra
sabendo de cada vez
que nunca mas nunca
ela será sua

Medo, pois é, o medo!

Não tenhas medo
deixa que te ame
não me afastes
o medo é o nosso
maior inimigo

Sem comentários:

Enviar um comentário