segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

NO CÉU NEGRO

Não é usando o adjectivo escuro
ou obscuro
que o poema se escurece

ele possui a sua escuridão
uma noite que
o esconde e molha no céu negro

Gastão Cruz
in Escarpas 2010

lido em "Algarve - 12 Poetas a sul do Século XXI", Livros Capital

poemas aqui, aqui, e ainda um ensaio e uma entrevista

Sem comentários:

Enviar um comentário