sábado, 31 de dezembro de 2011

[...]

aqui
onde as palavras
ainda chegam
sento-me e
escrevo
me

[quase em silêncio]

Sem comentários:

Enviar um comentário