quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Do mestre

[para o Vasco Vidigal]

É preciso aprender com um mestre,
diziam-lhe, e ele concordava,
sabia que tinha de aprender,
sabia isso muito, muito bem,
mas a verdade é que não conhecia
quem lhe pudesse ensinar o que
precisava aprender, e assim,
dessa forma, uma e outra vez
se foi adiando o seu destino,
até que, finalmente, se tornou
o seu próprio mestre e com ele
aprendeu, de uma vez por todas,
a ser o que afinal sempre fora.

Sem comentários:

Enviar um comentário