quinta-feira, 28 de outubro de 2010

poemas instantâneos (6)



Poema pernicioso

perigoso é
tentar
dizer

não existem
palavras para
o nocivo

o mal é
sempre
plural


Sem comentários:

Enviar um comentário