quinta-feira, 30 de julho de 2009

da arte poética (ou do corte e costura metafísico)

Dá valor ao que tens.
Não desprezes as pequenas coisas.
Dá mais do que te é pedido.
Aceita os erros. Aprende com eles.
Vive o presente. Começa todos os dias.
Enfrenta um problema de cada vez.
Ri de ti próprio e da vida.
Nunca te leves demasiado a sério.
Se fizeres tudo isto,
serás tu próprio o poema.

1 comentário: