domingo, 17 de maio de 2009



O âmago das coisas. Repita várias vezes essa expressão, ele se diz, em voz alta, e veja se mantém algum sentido. O âmago das coisas. O âmago das coisas.


Às vezes, tem a viva sensação de que é escrito pelo que escreve, como se as suas palavras soubessem mais que ele próprio. ( Não sabemos tudo ao mesmo tempo; avançamos soterrando camadas de conhecimentos, ele divaga.)


Cristovão Tezza, O Filho Eterno, págs.57 e 109

Sem comentários:

Enviar um comentário