sábado, 30 de maio de 2009

há muito tempo que



Dormir fora de casa:
não é solução.

Invocar a estética:
uma desilusão.

Há quanto tempo sinto
que não sou?

Onde estava quando o silêncio
me faltou?

Escrevo a muito custo:
sobram-me sempre

as palavras.

Sem comentários:

Enviar um comentário