sexta-feira, 1 de maio de 2009

desconexo

sentado ao balcão de um bar
como se estivesse à espera
bebo uma cerveja enlutada
e tento rir de mim mesmo
trocar esta sensação
por palavras
riscos hesitantes
no branco da noite
como é fácil nada dizer

Sem comentários:

Enviar um comentário