sábado, 4 de abril de 2009

[em construção]




penso-sinto-pressinto que

o que de ti me aproxima
é o mesmo que
de mim te afasta

mas não será esta afinal
a natureza própria
do amor?

1 comentário:

  1. Que privilégio. Poder ler-te sempre. Adorei o blog. Mil beijos. Heloisa

    ResponderEliminar