sexta-feira, 20 de março de 2009

Em Silêncio

[...]



para dizer

que o céu é azul

que os corpos se movem no espaço

que doce é a tua boca

e amargo o teu desprezo


para dizer tudo isto

bastam-me os sentidos


as palavras

não dizem o mundo


dizem o desejo

de dizer o mundo

Sem comentários:

Enviar um comentário